Ginecologia/Mulher - Alterações Do Ciclo Menstrual
Esta página já teve 113.988.680 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.856 acessos diários
home | entre em contato
 

Ginecologia/Mulher

Alterações Do Ciclo Menstrual

07/07/2003

 

Autores:

Mara Solange Carvalho Diegoli1

 

Carlos Alberto Diegoli1

 


1 Assistentes Doutores da Clínica Ginecológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo


Quadro clínico e Epidemiologia

Menstruação é a perda sanguínea, cíclica e periódica, que ocorre na vida da mulher, da menarca à menopausa. Ciclo menstrual é o intervalo entre o primeiro dia da menstruação e o primeiro dia da menstruação seguinte.O ciclo menstrual é considerado normal quando apresenta intervalo de 25 a 35 dias, duração do sangramento de 3 a 5 dias e a quantidade do sangramento menstrual de aproximadamente 100 a 150 ml (correspondentes ao uso de aproximadamente 8 a 12 absorventes por mês). Entretanto, são freqüentes as alterações no ciclo menstrual, tanto na quantidade do sangue eliminado, como na duração do tempo de sangramento ou no intervalo entre as menstruações, como as apresentadas no quadro abaixo:

Definição

Alteração

amenorréia

intervalo maior do que 60 dias

dismenorréia

menstruação acompanhada de fenômenos dolorosos

espaniomenorréia

sangramento irregular, intervalo menstrual maior do que 45 dias

hipermenorragia

aumento na quantidade e na duração do sangramento

hipermenorréia

aumento no número de dias de sangramento (maior que 5 dias)

hipomenorréia

diminuição no número de dias (menos que dois dias)

menorragia

aumento na quantidade do sangue eliminado

menóstase

parada brusca da menstruação

metrorragia

alterações no intervalo do sangramento menstrual

oligomenorréia

diminuição na quantidade do sangramento

opsomenorréia

intervalo entre 35 e 45 dias

polimenorréia

intervalo menor do que 15 dias

proiomenorréia

intervalo entre 15 e 25 dias



Os dois principais motivos que estimulam a procura de um médico são a hemorragia uterina e a amenorréia.

Hemorragia uterina

A hemorragia uterina é o sangramento uterino excessivo, na vigência ou não da menstruação. Para o ginecologista, a hemorragia não está apenas relacionada à perda de sangue profusa que pode conduzir a paciente a um quadro de anemia aguda, mas também à menstruação relativamente abundante ou mais duradoura, ou mesmo ao discreto escoamento sangüíneo, por muitos dias ou meses. A hemorragia uterina corresponde a 21% das queixas em ginecologia e pode ser dividida em hemorragia uterina disfuncional (HUD), quando não é encontrado nenhum fator orgânico associado ao sangramento; ou hemorragia uterina orgânica, quando é causada por determinada ginecopatia ou doença sistêmica.

Nos casos agudos, a paciente refere sangramento intenso, que pode evoluir para choque hipovolêmico. O sangue é geralmente vermelho vivo, com coágulos. No sangramento crônico, a paciente pode referir perda sangüínea prolongada durante o ciclo menstrual, geralmente de 7 a 10 dias de duração, ou sangramento intenso nos primeiros dias do ciclo, seguido de um sangramento vermelho escuro ou marrom por vários dias. Mais raramente, o sangramento pode ser pequeno, mas contínuo ao longo do mês. Este quadro, quando persiste por vários meses, freqüentemente evolui para anemia.

Amenorréia

Amenorréia primária: ausência da menstruação após os 14 anos, em pacientes sem desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários, ou após os 16 anos, quando já houve o desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários. Geralmente este tipo de amenorréia está associado com malformações genitais.

Amenorréia secundária: quando não ocorre a menstruação por três ciclos consecutivos ou mais.

Amenorréia fisiológica: quando a mulher está grávida, amamentando ou após a menopausa.

Instituto para o Desenvolvimento da Saúde

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos