-
Esta página já teve 132.439.541 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.709 acessos diários
home | entre em contato
 

Hipertensão/Pressão Alta

Consumo De 5 Porções De Frutas Por Dia Reduz Pressão Sanguínea

11/07/2003

 

 NOVA YORK (Reuters Health)

O consumo diário de cinco maçãs pode ser suficiente para evitar consultas médicas, informou um novo estudo.Os adultos saudáveis que ingeriram diariamente, durante seis meses, pelo menos cinco porções de frutas e de legumes -- quantidade recomendada nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha -- apresentaram pressão sanguínea mais baixa que as pessoas que consumiram um número menor de porções.

Em nível populacional, a redução da pressão observada no estudo pode ser traduzida em uma queda de 17 por cento na taxa de hipertensão, em um risco 6 por cento menor de desenvolver doença coronariana e 15 por cento mais baixo de ter derrame, estimaram os pesquisadores.

Os resultados do trabalho reforçaram o de pesquisas anteriores. Outros estudos já demonstraram que uma dieta rica em frutas e legumes aumenta os níveis de antioxidantes no sangue, substâncias que ajudam a combater doenças, e reduz a pressão sanguínea a curto prazo.

Para avaliar os efeitos da dieta a longo prazo, pesquisadores da Universidade Oxford, na Grã-Bretanha, acompanharam quase 700 adultos, todos com idades entre 25 e 64 anos, que mantiveram a dieta normal ou consumiram diariamente pelo menos cinco porções de frutas e legumes. Uma porção equivale a 80 gramas -- isto é, um pedaço de fruta de tamanho médio ou metade de uma xícara de legumes cozidos. Os adultos que usavam suplementos de vitamina não foram incluídos na pesquisa.

Durante seis meses, os níveis de determinados antioxidantes -- como vitamina C, luteína e betacaroteno aumentaram apenas no grupo estimulado a consumir frutas e legumes. Não houve alteração no peso corporal nem nos níveis de colesterol das pessoas, mas a pressão sistólica dos adultos que consumiram mais frutas e legumes diminuiu cerca de 4 mmHg (milímetros de mercúrio), e a diastólica caiu aproximadamente de 1,5 mmHg. A pressão sistólica é o primeiro número na leitura da pressão, e a diastólica, o segundo.

"É improvável que a queda na pressão sanguínea observada em nosso estudo possa ser atribuída à redução do consumo de gordura ou a alterações na atividade física," informou a equipe de Andrew Neil. Os pesquisadores sugeriram que a ingestão de maior quantidade de potássio -- substância abundante em muitas frutas e legumes que está associada à pressão sanguínea mais baixa - possa explicar os benefícios à saúde. Níveis mais baixos de sódio também podem ter contribuído, embora, nesse trabalho, os pesquisadores não tenham avaliado o teor desse elemento no sangue.

Atualmente, cerca de metade dos adultos na Grã-Bretanha consome pelo menos cinco porções de frutas e de legumes diariamente, informou o estudo, que foi publicado na versão on-line de 28 de maio da revista The Lancet.

"Espera-se que os efeitos da intervenção no consumo de frutas e de legumes, nos níveis plasmáticos de antioxidantes, e na pressão sanguínea reduzam a ocorrência de doenças cardiovasculares na população geral," concluíram os autores.

 

Fonte: The Lancet on-line May 28, 2002.

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos