-
Esta página já teve 133.111.632 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.664 acessos diários
home | entre em contato
 

Teen/Hebeatria/Adolescência/Jovem

Evitando a gravidez na adolescência

17/07/2003



DEZ CONSELHOS PARA OS PAIS DE FAMÍLIA: que podem ajudar a seus filhos e filhas a evitar a gravidez na adolescência.

Pais e demais adultos muito podem fazer para reduzir o risco de que suas filhas fiquem grávidas ou que seus filhos deixem uma jovem grávida, antes que sejam maiores de idade.

1 . TER CLARO OS PRÓPRIOS PRICÍPIOS E O QUE REPRESENTA SEXUALIDADE. A comunicação se faz melhor quando se está seguro do que se pensa para clarear suas atitudes, pense no seguinte:

- O que pensa sobre o direito que tem os jovens em idade escolar de terem relações sexuais e se transformarem em pais e mães?
- De quem é a responsabilidade de fixar limites sexuais em uma relação?
- Teve alguma relação sexual quando adolescente? Que pensa sobre essa experiência agora? Podem essas reflexões ajudar a tratar o tema com seus filhos?
- É conveniente estimular os jovens absterem-se de ter relações sexuais?
- Qual sua opinião sobre o uso de anticoncepcional na adolescência?

2 . TRATE O TEMA DE SEXUALIDADE COM SEUS FILHOS E FILHAS DESDE A INFÃNCIA. FAÇA-O COM FREQÜÊNCIA E DE MANEIRA ESPECIFÍCA.

A conversação tem que ser um diálogo. Pergunte o que pensam e sabem. Pergunte o que os inquieta.

Segundo pesquisas, estas são as perguntas mais freqüentes.

- Como posso saber se estou enamorado (a)?
- Como posso saber que estou pronto para ter relações sexuais?
- Terei mais prestígio com meus amigos se tiver relações sexuais?Essas relações me darão mais amadurecimento, ou mais atividades adultas?
- Como eu digo ao meu noivo que não quero ter relações sexuais sem perde-lo nem feri-lo?
- Que devo fazer quando minha noiva se colocar muito sedutora comigo?
- Como funcionam os anticoncepcionais?
- Pode-se engravidar na primeira relação sexual?

Não tenha receio de dizer coisas como:

a. Creio que os jovens em idade escolar, não têm idade para relações sexuais principalmente pelos riscos que existem hoje...

b. Se decidir ter relações sexuais proteger-se sempre contra gravidez e DST

c. É comum se defrontar com momentos de grandes tentações sexuais. Tem que pensar como reagir. Vai dizer não? Ou vai usar o preservativo e/ou um contraceptivo?

d. Aos meninos é bom lembrar que ter um filho não o converte em homem. Mais homem é o que pode esperara e atuar com responsabilidade.

e. As meninas não têm que ter relações para conservar o namorado.

3 . SUPERVISIONAR E VIGIAR A SEUS FILHOS ADOLESCENTES

Converse em família guardando respeito para fixar regras, horários e normas de condutas. Supervisionar os filhos não quer dizer que sejamos tiranos. Significa que somos bons pais.

4 . CONHEÇA AOS AMIGOS DE SEU FILHOS E AS FAMÍLIAS DELES.

Os amigos influenciam muito o comportamento do adolescente. Incentive seus filhos e terem amigos cujas famílias tenham os mesmos princípios de sua família.

5 . NÃO INCENTIVE AS SAÍDAS EM PARES FREQÜENTES E CONSTANTES A ADOLESCENTES COM IDADE MUITO BAIXAS.

As atividades em grupos são boas para os jovens, porém as saídas em pares antes dos anos de idade podem causar problemas.

6 . FAÇA OPOSIÇÃO SEVERA A QUE SUA FILHA SAIA COM PARCEIRO MUITO MAIS VELHO QUE ELA, OU QUE SEU FILHO SE ENVOLVA COM UMA MENINA MUITO MENOR.

O melhor é que a diferença não seja maior que dois ou três anos entre os dois.

7 - FAÇA SEUS FILHOS SABEREM O VALOR DE EDUCAÇÃO

Os fracassos escolares são os primeiros sinais que podem levar a uma gravidez. Mantenha-se muito interado em como esta sendo o aproveitamento de seus filhos na escola.

8 - OBSERVE O QUE SEU FILHO ESTÁ VENDO, LENDO E ESCUTANDO.

A televisão, o rádio, o cinema, os vídeos musicais, as revistas, a internet... em todos esses meios abundam mensagens danosas. Apresentam a sexualidade como algo sem o maior sentido.

Estimule a seus filhos que tenham sentido crítico das situações apresentadas.

9 - FAÇA LAÇOS FORTES COM SEU FILHO E FILHA DESDE A INFÂNCIA:

- Expresse amor e carinho com freqüência. Abrace seus filhos e diga o quanto eles representam para você.
- Preste muita atenção no que fazem e dizem seus filhos.
- Passe tempo com seus filhos em atividades próprias para suas idades.
- Interesse-se pelos seus passa tempos. Mostre entusiasmo pelos seus êxitos, ainda que sejam pequenos. Demonstre interesse e desejo para saber o que está sucedendo na sua vida.
- Seja cordial e respeitoso. Não os critique. Não compare seu filho com outra pessoa.
- Coma em sua família com maior freqüência possível. Aproveite este tempo para conversar não para confrontar.

Lembre-se que nunca é tarde para melhorar a relação de pais e filhos. Não subestimem o direito de que os filhos necessitam de orientação, aproximação e apoio de seus pais.

Documento Científico do Departamento de Adolescência

Sociedade Brasileira de Pediatria


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos