Primeiros socorros/Emergência - Hemorragias
Esta página já teve 115.693.856 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.704 acessos diários
home | entre em contato
 

Primeiros socorros/Emergência

Hemorragias

07/08/2003

 

Hemorragia ou sangramento significa a mesma coisa, isto é, sangue que escapa de artérias, veias ou vasos capilares. As hemorragias podem ser definidas como uma considerável perda do volume sangüíneo circulante. O sangramento pode ser interno ou externo e em ambos os casos é perigoso.

Inicialmente, as hemorragias produzem palidez, sudorese, agitação, pele fria, fraqueza, pulso fraco e rápido, baixa pressão arterial, sede, e por fim, se não controladas, estado de choque e morte.

O socorrista deve controlar as hemorragias tomando as seguintes medidas:

TÉCNICA DE COMPRESSÃO DIRETA SOBRE O FERIMENTO: Controle a hemorragia fazendo uma compressão direta sobre a ferida que sangra com sua mão (protegida por luva descartável), ou ainda, com a ajuda de uma pano limpo ou gaze esterilizada, para prevenir a infecção.

TÉCNICA DA ELEVAÇÃO DO PONTO DE SANGRAMENTO: Mantenha a região que sangra em uma posição mais elevada que o resto do corpo, pois este procedimento contribuirá para diminuir o fluxo de sangue circulante e, consequentemente, o sangramento.

TÉCNICA DA COMPRESSÃO SOBRE OS PONTOS ARTERIAIS: Caso a hemorragia for muito intensa e você não conseguir fazer parar a saída do sangue, tente controlar o sangramento pressionando diretamente sobre as artérias principais que nutrem de sangue o local lesionado.

Observações: Caso não cesse o sangramento, com o uso de nenhuma das técnicas anteriormente descritas, o socorrista deverá aplicar um torniquete no membro lesado. O torniquete ou garrote não é recomendado para o uso geral, pois algumas vezes causa mais danos a extremidade ferida, do que os que existiam pela própria lesão inicial. Entretanto, um torniquete adequadamente aplicado, pode salvar a vida de uma pessoa, cuja hemorragia em uma vaso sangüíneo principal seja incontrolável por qualquer dos outros métodos. Localização dos principais pulsos utilizados na técnica de compressão sobre os pontos arteriais:

ARTÉRIA TEMPORAL: Localizada em ambos os lados da face, imediatamente acima e anterior à porção superior do ouvido.

ARTÉRIA BRAQUIAL OU UMERAL: Continuação da artéria axilar, pode ser apalpada na superfície interna do braço, quatro dedos acima do cotovelo.

ARTÉRIA RADIAL: Artéria do antebraço, palpável na face lateral do punho, ao nível da base do dedo polegar.

ARTÉRIA FEMORAL: Pode ser apalpada à medida que emerge debaixo do ligamento inguinal, na virilha.

ARTÉRIA POPLÍTEA: Pode ser apalpada na face posterior da articulação do joelho.

ARTÉRIA PEDIOSA OU DORSAL DO PÉ: palpável na superfície dorsal do pé, imediatamente lateral ao tendão do hálux.

 

TÉCNICA DO TORNIQUETE : Os torniquetes deverão ser utilizados como um último recurso e, somente, para controlar os sangramentos provocados por ferimentos graves nas extremidades, quando todos os outros métodos de controle falharem. Lembre-se também que não se deve aplicar torniquetes sobre áreas de articulação (cotovelos e joelhos). A localização mais segura e efetiva para a colocação do torniquete é cerca de 5 cm acima do local da lesão.

Se o torniquete tiver que ser usado, deverá ser aplicado de forma correta, ou seja:

1.       Uma bandagem larga deve ser dobrada até que fique com aproximadamente 10 cm de largura. Amarre esta atadura larga, duas vezes ao redor da extremidade lesada;

2.       Dê um nó firme na atadura. Coloque um bastão de madeira ou outro material similar sobre o nó e amarre novamente com um segundo nó firme;

3.       Utilize o bastão de madeira como uma manivela para rodar e apertar a atadura;

4.       Aperte o torniquete até o sangramento cessar. Uma vez controlada a hemorragia, não rode mais o bastão e mantenha-o firme no lugar.

Precauções no uso do torniquete:

1.       Nunca use arame ou outro material cortante para fazer um torniquete. Use ataduras largas;

2.       Não desaperte-o (afrouxe-o) após sua aplicação;

3.       Indique o uso do torniquete escrevendo as letras "TQ" e a hora em que foi aplicado na testa da vítima, ou num cartão bem visível, colocado junto dela.

4.       Trate a vítima como portadora de estado de choque e transporte-a imediatamente para um hospital.

bombeirostubarao


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos
 
Hacked by
#TeaMGh0sT

~ DB GOT DROPPED ~