-
Esta página já teve 134.680.960 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.667 acessos diários
home | entre em contato
 

Hipertensão/Pressão Alta

Tratando a hipertensão arterial

19/08/2003

 

Ajudando você, seu médico e os medicamentos

O tratamento hipertensão arterial (pressão alta), pode ser feito sem medicamentos. São medidas que servem para ajudar a controlar a pressão, muitas vezes facilitando a ação dos remédios receitados pelo seu médico.

Essas medidas têm vantagens por serem baratas e sem efeitos colaterais. Naquelas pessoas que possuem a pressão ligeiramente elevada, podem ser úteis na prevenção de doenças do coração e vasos, mesmo sem medicamentos.

1- Alterações na dieta

a- Redução do peso corporal

A obesidade facilita a ocorrência da hipertensão e o grau da obesidade correlaciona-se com a incidência de valores elevados da pressão. Não se sabe com certeza porque isso ocorre, mas é bem definido que o emagrecimento determina redução dos níveis de pressão.

b- Ingestão de gordura

Não está claro se a gordura do alimento pode por si só elevar a pressão. Como dito acima, o ganho de peso é responsável por essa elevação.

c- Ingestão de proteina

Estudos de pesquisadores japoneses indicaram que a alimentação rica em proteina pode proteger indivíduos do acidente vascular cerebral (derrame, trombose). Não houve efeito em relação à pressão arterial.

d- Dieta vegetariana

Nas sociedades industrializadas, as pessoas que ingerem dietas vegetarianas apresentam pressão em níveis mais adequados que as não vegetarianas. Não é ainda conhecida qual das modificações de conteúdo introduzidas pela dieta vegeteriana promove a redução da pressão arterial.

e- Ingestão de cálcio

Vários estudos analisaram a relação entre a ingestão de cálcio e os níveis de pressão. Os resultados encontrados não são totalmente esclarecedores, mas sugerem que o cálcio tem efeito favorável no controle da pressão. Até o momento não se pode dizer que as pessoas devam ingerir mais cálcio para tratarem-se de hipertensão.

f- Diminuição no sal da dieta

A análise dos dados científicos existentes indicam que o uso rotineiro de dieta com pouco sal ( cerca de 6g de sal por dia) é benéfica no tratamento da hipertensão arterial. Isso é especialmente importante nos pacientes idosos, negros, obesos e os com insuficiência renal. Adicionalmente, a dieta com pouco sal auxilia os medicamentos, além de diminuir as perdas de potássio.

As seguintes orientações auxiliam na redução do sal ingerido na alimentação:

o      Procure utilizar-se de alimentos naturais;

o      Não adicione sal em saladas e outros alimentos temperados à mesa;

o      Substitua o sal da salada por limão ou vinagre;

o      Evite enlatados e os chamados “fast food”;

o      Reduza o sal acrescentado no preparo dos alimentos.

g- Ingestão de potássio

O acréscimo de potássio na alimentação parece ser benéfico. Os efeitos colaterais e o custo alto da suplementação de potássio dificultam seu uso rotineiro na tratamento da hipertensão arterial.

2- Álcool

Alguns fatos ligados ao uso de bebidas alcoólicas e hipertensão arterial :

·        Pessoas que ingerem mais de 30 a 40g de álcool por dia apresentam mais hipertensão arterial e sofrem mais freqÜentemente o acidente vascular cerebral (derrame, trombose),

·        A ingestão de bebidas alcoólicas em doses leves ( menor que 30gde álcool/dia) não parece provocar a hipertensão arterial,

·        Se a pessoa é alcoólatra e sofre de pressão alta, deve-se suspender a ingestão de álcool. Isso proporciona grandes benefícios no controle da pressão.

Já se conhece que a ingestão de bebidas alcoólicas em pequenas quantidades representa fator protetor de doença aterosclerótica das coronárias. Por isso, permite-se a ingestão bebidas alcoólicas em hipertensos desde que não seja ultrapassada a quota de 30g de álcool/dia.

3- Exercícios físicos

Se uma pessoa tem a pressão alta e pratica exercícios regulares, obtem melhora mais facilmente, mesmo antes de emagrecer (o que também ajuda). São recomendados os exercícios, desde que a pessoa não apresente restrições físicas ou algum outro problema de saúde.

Prof.Dr. Fernando Resende Pompeu

 

www.medicina.ufmg.br

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos