Cirurgia/Anestesia - Resultados Após a Ressecção de Câncer Retal com Excisão Mesorretal Total Associada à Vaginectomia Parcial
Esta página já teve 114.431.759 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.802 acessos diários
home | entre em contato
 

Cirurgia/Anestesia

Resultados Após a Ressecção de Câncer Retal com Excisão Mesorretal Total Associada à Vaginectomia Parcial

10/09/2003
 


Embora a excisão total do mesorreto reduza o envolvimento circunferencial da margem e a recorrência local, uma vaginectomia parcial concomitante pode ser exigida em mulheres com câncer retal localmente avançado.

Num estudo feito por um grupo americano, publicado recentemente no Annals of Surgical Oncology, sessenta pacientes que necessitavam de vaginectomia parcial durante a ressecção de câncer primário de reto foram identificadas. A sobrevida foi determinada pelo método de Kaplan-Meier e as distribuições foram comparadas pelo teste log-rank.

A doença localmente avançada refletiu-se pela apresentação de fístula retovaginal maligna (n=6) ou câncer descrito como uma volumosa massa ou aderência ao septo retovaginal (n=32). Trinta e cinco pacientes receberam terapia adjuvante com radiação associada ou não à quimioterapia. Num período médio de 22 meses, 27 (42%) pacientes desenvolveram recidiva sendo que a maioria destas não apresentavam metástases à distância. A sobrevida total em 5 anos foi de 46%, com uma sobrevida média de 44 meses. A sobrevida sem recidiva local em 2 anos foi de 84%. A taxa bruta de insucesso local foi de 16% (10 de 64) e a recidiva local foi mais freqüente nas pacientes com uma margem microscópica positiva quando comparada com a margem negativa (2 [50%] de 4 vs. 8 [13%] de 60, respectivamente). O nível de linfonodos positivos tiveram um efeito significante na sobrevida média (P < .001).

Os autores concluíram que a vaginectomia parcial está indicada para câncer de reto localmente avançado envolvendo a vagina. Os resultados são mais favoráveis em pacientes com margens cirúrgicas negativas e ausência de acometimento linfonodal.

Results After Rectal Cancer Resection With In-Continuity Partial Vaginectomy and Total Mesorectal Excision - Annals of Surgical Oncology


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos