Urologia/Andrologia/Homem - Carcinoma de Próstata
Esta página já teve 116.587.481 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.680 acessos diários
home | entre em contato
 

Urologia/Andrologia/Homem

Carcinoma de Próstata

04/10/2003

Diagnóstico

O diagnóstico do carcinoma da próstata localizado apenas tem indicação no doente jovem com esperança de vida superior a 10 anos, podendo ser submetido a uma terapêutica curativa. 

Doentes mais idosos, em virtude do crescimento lento que caracteriza esta neoplasia, irão falecer de outras causas, não beneficiando de terapêuticas curativas agressivas.  

Exames complementares 


Ecografia prostática transretal 
Desde o aparecimento da Ecografia prostática transretal que se admitiu estar perante um exame por excelência para o estudo da próstata e o diagnóstico do carcinoma. No entanto, dada a baixa especificidade e sensibilidade entretanto demonstrada para o diagnóstico ou definição do estádio, o seu interesse é muito relativo. A sua utilização é sobretudo necessária para a execução de biópsias prostáticas ecodirigidas permitindo um maior rigor na sua execução. 

PSA - Antigénio Específico da Próstata 

Trata-se de uma serina protease produzida pelos ácinos prostáticos, que está envolvida na liquefação do coágulun seminal. Ocorrem elevações do PSA sérico quando há alterações da arquitetura normal do tecido prostático como nos casos do carcinoma, hiperplasia benigna ou prostatite aguda. A sua especificidade para carcinoma é, pois, baixa. 
A utilização clínica tem lugar no diagnóstico, definição do estádio e monitorização terapêutica. 

O PSA utilizado como indicador para biópsia - prostática quando superior a 4 g/ml - tem uma sensibilidade elevada para a detecção do carcinoma da próstata localizado. A especificidade é, no entanto, baixa - isto é - ocorrem freqüentemente biópsias negativas. 


No sentido de tentar aumentar a especificidade do PSA, foram-se desenvolvendo novos conceitos como PSA Livre/Total; velocidade de PSA e densidade de PSA que, no entanto, não têm ganho popularidade entre os Urologistas. 
Quando ocorrem valores elevados de PSA estes são sugestivos de existir doença extra- prostática. 

Aponta-se como exemplo que valores inferiores a 10 indiciam doença localizada sem adenopatias pélvicas e valores inferiores a 20 indiciam ausência de metastização óssea. 

 

 

Fonte: Assistente Hospitalar de Urologia do H. Curry Cabral Assistente da Cadeira de Urologia da Fac. Ciências da Univ. Nova de Lisboa

 

 www.projectotio.net


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos