- Sonambulismo
Esta página já teve 132.536.846 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.699 acessos diários
home | entre em contato
 

Sono/Distúrbio do sono

Sonambulismo

09/10/2003

 

Sonambulismo é uma palavra que, em latim, significa "além", portanto, é um fenômeno que ocorre "durante o sono ou além do sono". São comportamentos complexos que aparecem durante o sono, sendo que um dos mais citados é o sonambulismo, e, em segundo lugar, o terror noturno. No sonambulismo, com história familiar positiva, em 10% a 25% dos casos, o paciente senta-se na cama, levanta e até deambula, de olhos abertos, com uma expressão facial vaga e distante, depois pode voltar para a sua cama ou ir para outro ambiente. Esse estado dura cerca de dez minutos até meia hora, sendo que as atividades mental e autonômica são mínimas. Os episódios surgem abruptamente, durante o primeiro terço da noite, e o paciente pode mostrar-se confuso quando acordado durante um episódio.
Tem uma prevalência de até 17% na população entre 4 a 12 anos de idade, sendo um distúrbio autolimitado, isto é, acaba desaparecendo ao redor de 10 anos. Entre os adultos, ocorre, ocasionalmente, em 2% a 3%, mas, somente 0,4% dos adultos apresentam o quadro clínico semanalmente.
Alguns adultos sonâmbulos não relatam episódios semelhantes na infância.
Deve-se afastar a suspeita de que não sejam casos de epilepsia.
Antidepressivos tricíclicos e benzodiazepínicos são efetivos no tratamento da maioria das parassonias, e devem ser administrados quando as manifestações clínicas são importantes e trazem risco de acidentes para o paciente e seus familiares.
G. Mayer e colaboradores, da Clínica de Narcolepsia, na Alemanha, estudaram pacientes narcolépticos, que são caracterizados pelo fato de dormir 10 a 20 minutos e acordarem revigorados, mas, nas duas a três horas seguintes, começam a ficar com sono novamente, e o padrão se repete, sendo que em 90% não se sabe a causa. Em 106 pacientes com narcolepsia (60 homens, 46 mulheres), variando de 8 a 83 anos (média de 45,1 anos) os autores encontraram 6 vezes mais sonambulismo e terrores noturnos do que na população em geral. A apnéia obstrutiva e a síndrome da perna inquieta eram muito menos freqüentes do que estava citado na literatura médica.
O sonambulismo vem associado à narcolepsia e à síndrome da perna inquieta, que por sua vez está associado a fibromialgia.

 

Deutsch Med Wochenschr. 2002 Sep 20;127(38):1942-6


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos