- Pesadelos, sono e dores
Esta página já teve 132.485.013 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.704 acessos diários
home | entre em contato
 

Sono/Distúrbio do sono

Pesadelos, sono e dores

09/10/2003

 

Durante as 24 horas do dia, as pessoas que vivem em estado de vigília ficam alertas, despertas, mas, têm um período de repouso, e, quando dormem, inclui o sonho. É essencial que estes estados permaneçam num ritmo muito equilibrado, pois, qualquer quebra neste ritmo pode trazer prejuízos para a saúde física e psíquica, resultando em mal-humor, irritação, fadiga, ritmo lento, dificuldade de aprendizagem, atenção difusa, baixa concentração, entre outros sintomas.
A dificuldade de dormir, alcançar o repouso do sono pode ser causada por várias fontes de perturbação externa ou interna, alterações do ritmo biológico, estresse ou hábitos inadequados para dormir. Algumas destas disfunções são mais fáceis de serem revertidas, com a simples adequação de alguns hábitos. O que os especialistas recomendam nestes casos é a chamada higiene do sono: uma série de preceitos que ajudam a criar situações favoráveis para um sono restaurador, tais como: alimentação leve noturna, ambiente calmo, sem muita claridade, sem barulho, colchões e travesseiros adequados, temperatura e claridade, exclusão de bebidas alcoólicas, práticas de atividade física noturna e a disciplina de horários. Em muitos casos, os sonhos atrapalham o sono (seriam os pesadelos).
R. Levin e colaborador, psicólogos da Faculdade de Psicologia do Bronx, em Nova York entrevistaram 378 pessoas, de ambos os sexos, sobre os sonhos, que os autores depois codificaram se eram imagens enquadradas em sonhos agradáveis ou em pesadelos pelos escores de dois testes chamados de SCL-90-R e do General Symptom Distress Index.
Constataram que os pesadelos estão presentes em maior número de vezes, nesse conjunto de pessoas, dificultando o sono. Também constataram que pessoas com distúrbios psicopatológicos têm número maior de imagens
que se caracterizam como pesadelo do que as pessoas que não têm esses distúrbios. Já em outros trabalhos sobre esse tema, mostraram que as dores musculares e articulares que as pessoas sentem, atuam acentuando o número de vezes que estas têm pesadelos.

 

Percept Mot Skills 2003 Feb;96(1):224-6


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos