Nutrologia/Alimentos/Nutrição - Deficiência de lactase ou intolerância à lactose
Esta página já teve 113.888.487 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.873 acessos diários
home | entre em contato
 

Nutrologia/Alimentos/Nutrição

Deficiência de lactase ou intolerância à lactose

20/10/2003
 

 

Os dissacarídeos da nossa alimentação para serem absorvidos no Intestino Delgado precisam de ser desdobrados em dois monossacarídeos. As células da mucosa do Intestino Delgado têm enzimas que desdobram os dissacarídeos em dois monosacarídeos: a sacarose ( o açúcar mais freqüente )  é desdobrada pela sacarase em glucose-frutose, a maltose é desdobrada pela maltase em glicose-glicose e a lactose ( principal açúcar do leite ) é desdobrada pela lactase em glicose-galactose. 

A não absorção destes dissacarídeos pode provocar diarréia, dor abdominal e leva à formação de gazes no cólon. 

Deficiência de Lactase ( Intolerância à Lactose )

1 - A Deficiência de Lactase pode ser genética embora sejam raras as crianças que nascem sem a capacidade de produzir lactase. A Alactásia, ausência total de lactase é muito rara e aparece logo no recém-nascido.
A capacidade de produzir lactase vai-se perdendo com a  idade, começando essa perda logo depois da amamentação, pelos 2 anos. Esta Deficiência de Lactase genética é muito freqüente, atingindo mais de 10% da população adulta portuguesa e mais de 75% de algumas etnias africanas e 90% asiáticas. Esta doença é, no entanto, pouco freqüente nos povos do norte da Europa. 

2 - A Deficiência de Lactase pode ser adquirida: várias doenças (enterite viral, Doença Celíaca, Giardíase, Doença de Crohn) causam alterações da mucosa intestinal, levando a Deficiência de Lactase e conseqüente intolerância ao leite. Esta intolerância desaparece quando a doença é tratada.

Como se diagnostica a Intolerância à Lactose ?:

Muitas vezes é o doente que nota que sempre que bebe leite em maior quantidade, sente dor abdominal, ouve ruídos intestinais - borborigmos -, tem distensão abdominal e diarréia. Mas o diagnóstico, com freqüência passa desapercebido porque não se nota que há uma relação com a ingestão de  leite e derivados do leite ou porque os sintomas são muito ligeiros.     

O diagnóstico pode ser confirmado com o Teste de Tolerância à Lactose (TTL) ou pelo Teste Respiratório. O teste mais simples é fazer abstinência total de leite e produtos derivados do leite (queijo, iogurte, bolos)  durante uma ou duas semanas e observar o resultado. Se os sintomas desaparecem há muito provavelmente uma Deficiência de Lactase.

Qual o tratamento ?:    

O tratamento da Deficiência de Lactase deve ajustar-se a cada individuo. Devemos beber uma  quantidade de leite que não nos cause sintomas mas que nos forneça o cálcio e as proteínas de que necessitamos. Muitas pessoas toleram bem um copo de leite mas têm sintomas se beberem dois copos. Outros toleram bem meio copo de leite e não toleram um copo, outros toleram bem o queijo ou o iogurte. Cada um terá que aprender com a experiência.
Não esquecer que a maior parte dos bolos, algum pão e outros produtos contêm lactose.
A lactase existe comercializada em líquido ou comprimidos. Algumas gotas de lactase acrescentadas a um copo de leite, reduzem em 24 horas, a lactose do leite em 70%. Os iogurtes e o queijo são geralmente bem tolerados. No mercado existe leite quase sem lactose. Mostram-se 2 exemplos de leites que se podem adquirir no mercado que são submetidos a tratamento com lactase e por isso apresentam valores baixos de lactose. É provável que existam outras marcas que eu desconheço.

 

gastroalgarve

 

 



IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos