- Prolactina
Esta página já teve 132.446.973 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.706 acessos diários
home | entre em contato
 

diagnóstico e laboratório

Prolactina

06/11/2003

 

 

A prolactina é um hormônio polipeptídico produzido na hipófise anterior. Sua dosagem está indicada no diagnóstico e seguimento de tumores hipofisários, na síndrome de galactorréia e/ou amenorréia, impotência, esterilidade e na avaliação da reserva hipofisária de prolactina. Nas hiperprolactinemias tumorais os valores geralmente são superiores a 100 microgramas/l. Valores falsamente elevados podem ser encontrados em função de stress e do uso de drogas que elevam os níveis de prolactina (vide abaixo). Em todos resultados superiores a 25 microgramas/l realizamos pesquisa para presença de macroprolactina através de teste de precipitação com peg. Nos casos suspeitos é feito estudo cromatográfico e os resultados posteriormente encaminhados ao médico assistente. A identificação de casos de macroprolactinemia tem importância, pois estes pacientes, desde que não apresentem quadro clínico compatível com hiperprolactinemia, via de regra não apresenta alterações funcionais nem tumores hipofisários. Desta maneira, na maioria desses casos seria dispensável a execução de exames mais sofisticados como tomografia computadorizada ou ressonância magnética da região hipofisária.

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos