diagnóstico e laboratório - Teste de estímulo com ACTH (CORTROSINA)
Esta página já teve 114.607.370 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.784 acessos diários
home | entre em contato
 

diagnóstico e laboratório

Teste de estímulo com ACTH (CORTROSINA)

10/11/2003


Material e Volume: Soro, Plasma com EDTA ou heparinizado. Vol. Mínimo : 1.0 mL

Coleta e Conservação: Congelar a amostra se o ensaio não for no dia da coleta.

Preparo do Paciente: Jejum mínimo de 8 horas. Colher basal às 8 horas da manhã e após 30 e 60 minutos da administração de Cortrosina simples (250 mg IM) para o estímulo agudo, com dosagem de cortisol e outros hormônios adrenais, conforme solicitação médica. Para o estímulo prolongado utilizar o medicamento conforme instrução médica, porém em geral, no primeiro dia colher em condições basais o cortisol e 17 OH e no segundo, terceiro e quarto dias administrar 250 mg E.V. de ACTH (cortrosina) em 500 mL de soro fisiológico entre às 8:00 e 9:00 horas da manhã; ou utilizar o ACTH 25 UI de IM de 12/12 hs por 3 dias. 

Método do Cortisol: R.I.E. ou E.I.E

Valores de Referência: O teste tem resposta normal quando ocorre aumento do cortisol acima de 20 µg/dL em relação ao valor basal.

Comentário: É importante no diagnóstico diferencial de insuficiência adrenal e no estudo dos defeitos de síntese dos hormônios adrenais. Na Doença de Addison, a resposta ao estímulo está diminuida ou ausente. O diagnóstico diferencial entre insuficiência adrenal primária e secundária pode ser auxiliado com o teste de estímulo prolongado com ACTH. Em pacientes com insuficiência adrenal primária não se detecta aumento do cortisol, enquanto que na atrofia adrenal secundária observa-se um pico após 24 hs. Incremento importante de um precursor mostra defeito enzimático na esteroidogênese. 

Referências Bibliográficas:
1) David A .O . and Robert L.N.: Tests of anterior pituitary function. Metabolism, vol. 21, No.2, 159-168, 1972.
2) Renolds A . E., Jenkins D., Forsham P.H. and Thorn G.W.: The use of intravenous ACTH: A study in quantitative adrenocortical stimulation. J.Clin.Endocr.12: 763, 1952.

www.endocenter.com.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos