-
Esta página já teve 132.536.900 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.699 acessos diários
home | entre em contato
 

Sono/Distúrbio do sono

Principais Ocorrências nos Distúrbios do sono

11/02/2004
Distúrbios do Sono
 
 
 
A qualidade do sono influencia muito na nossa vida diária. Uma noite bem dormida reflete uma boa produtividade e interatividade pessoal

Pesquisas indicam que o ato de não dormir bem prejudica o rendimento do indivíduo e podem facilitar o aparecimento de outras doenças.

Os principais distúrbios do sono são classificados em:

Insônia
Roncor Noturno
Síndrome da Apnéia do Sono
Hipoventilação Alveolar
Ranger de dentes
Sonambulismo
Convulsões Noturnas
Narcolepsia
Sonilóquio
Fibromialgias
Fatores de Risco para Outras Patologias

Insônia
Insônia pode ser tanto a dificuldade de iniciar o sono como a de manter o sono. O número de horas de sono pode não estar reduzido mas a maioria dos insones sente fadiga, cansaço fácil, ardência nos olhos, irritabilidade, ansiedade, fobias, incapacidade de concentrar-se, dificuldades de atenção e mal-estar.

Roncor Noturno
O ronco além de incômodo pode ser um sinal de alerta. O fenômeno central para o surgimento do ronco consiste na garganta flácida. O tono se reduz, levando progressivamente ao contato das paredes que gera vibração e o ruído característico.

O sono, além de provocar relaxamento muscular, altera a coordenação entre as contrações do diafragma e dos músculos da garganta. Suspeita-se que as pessoas efetadas pelo problema sofram uma perda dessa coordenação herdada geneticamente.

Síndrome da Apnéia do Sono
Interrupções da respiração por mais de 10 segundos caracterizam a apnéia. Durante o sono, um pequeno número de apnéias, geralmente de 7 a 20 por noite, pode aparecer em indivíduos normais.

Quando ocorrem com freqüência maior que cinco apnéias por hora, ou 30 apnéias por noite, são consideradas anormais. Os malefícios da doença decorrem da soma de apnéias ao longo de anos. O risco de morrer durante uma única apnéia é pequeno pois com o despertar a respiração retorna imediatamente.

Hipoventilação Alveolar
A síndrome de hipoventilação alveolar central é caracterizada por um prejuízo no controle ventilatório, acarretando níveis de oxigênio arterial anormalmente baixos, piorados ainda mais pelo sono.

Esta forma ocorre mais freqüentemente em indivíduos muito obesos, podendo estar associada com uma queixa de sonolência excessiva ou insônia.

Ranger de dentes
O ato involuntário de ranger dos dentes também pode ser chamado de bruxismo. É um mecanismo de liberação de tensão de caráter emocional. Este hábito pode ser bastante prejudicial para os dentes e articulações.

O pressionar de um dente contra o outro pode acarretar em acometimento dos dentes, gengiva e articulação. As vezes pode levar a séria infecção de gengiva ou dos dentes.

Sonambulismo
O sonambulismo normalmente ocorre na infância. Caracteriza-se por falar, sentar, ou até andar enquanto está dormindo. O maior cuidado que se deve ter nesses casos é o acompanhamento do sonâmbulo, com medidas de segurança para que não ocorra nenhum acidente.

Convulsões Noturnas
As convulsões que ocorrem durante o sono podem produzir sensações subjetivas de medo e comportamentos estereotipados, seguidas de confusão e dificuldade para despertar. A maioria das crises noturnas ocorre nas transições sono-vigília, mas podem ocorrer durante o sono de ondas lentas.

Narcolepsia
É um distúrbio de sono caracterizado por ataques de sono de duração variada, em circunstâncias monótonas ou não. Um sintoma freqüente nessa síndrome é a cataplexia, uma perda súbita da rigidez dos músculos posturais desencadeada por uma emoção intensa como riso, raiva ou medo.

Sonilóquio
É o ato de falar e/ou emitir sons não compreensíveis enquanto se dorme. É uma condição comum, benigna e temporária na maioria das vezes.

Ocorre principalmente nas crianças. Não se conhece uma explicação biológica para o motivo da emissão dos sons, mas a medicina do sono observa que essa condição é mais freqüente durante um período de estresse.

Fibromialgias
Caracteriza-se por dor muscular e tendinosa difusa crônica em pontos específicos do corpo.

Tem como principais sintomas a fadiga, sono superficia, depressão psíquica, ansiedade, dor de cabeça, dormência de mãos e pés, dor abdominal com períodos de prisão de ventre intercalados com diarréia.

Os distúrbios do sono são fatores de risco importantes de outras patologias, tais como:

- Hipertensão arterial;
- Enfarte do miocárdio;
- Arritmias cardíacas
- AVC (Acidente Vascular Cerebral);
- Depressão;
- Distúrbios endócrinos.
www.hospitalmemorial.com.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos